Saiba como o Remarketing Dinâmico pode alavancar o seu negócio

Saiba como o Remarketing Dinâmico pode alavancar o seu negócio

O Remarketing Dinâmico (DRA) é uma das estratégias mais valiosas do Google Ads para quem possui uma loja virtual ou oferece seus serviços pela internet.

A taxa de conversão alta, facilidade de estruturação e o custo baixo fazem dela um poderoso artifício para quem está buscando um aumento nas vendas e no faturamento mensal.

As campanhas de Remarketing Dinâmico têm um grande potencial para trazer resultados ao que se diz respeito ao ROAS (retorno do investimento em publicidade). Ou seja, ela traz bons resultados com um investimento relativamente menor, principalmente por se tratar de uma campanha de remarketing, que trabalha com um público quente.

Quer saber mais sobre esse tipo de Campanha? Então confira agora nosso artigo completo. Ou, se preferir, navegue direto pelo nosso índice.

Índice:

  1. O que é uma campanha de Remarketing Dinâmico?
  2. Qual a importância para seu negócio?
  3. Requisitos para a criação da campanha
  4. Como configurar uma campanha de DRA
  5. Dicas de Ouro

1. O que é uma campanha de Remarketing Dinâmico?

A primeira coisa que devemos saber quando falamos sobre uma Campanha de Remarketing Dinâmico é que ela se trata de uma campanha de Display.

Com ela você pode anunciar visualmente, com imagens, os produtos, e por se tratar de uma campanha de remarketing, acabamos impactando pessoas que já visitaram o site ou visualizaram determinado produto.

Ou seja, impactamos a pessoa com a imagem do produto que ela já visualizou ou colocou no carrinho. Incrível, não? Assim você dá uma segunda chance do seu consumidor comprar o produto pelo qual ele se interessou.

Imagem com um fluxograma do caminho do DRA

Em outras palavras o DRA é aquele anúncio insistente que quando você visualiza um produto em um site de compras online, os anúncios sobre esse produto te perseguem por muito tempo por todos os cantos da internet.

Esse tipo de anúncio pode até parecer inicialmente muito chato, mas as taxas de conversão dessa estratégia são impressionantes: como aumentos de 30 a 40% no faturamento de grandes empresas.

2. Qual sua importância para seu negócio?

Um anúncio de DRA é simples de ser configurado e traz resultados impressionantes para seu negócio. Os anúncios se adaptam tanto ao que a pessoa realizou de pesquisa, quanto ao melhor layout para cada canal ou plataforma trazendo uma experiência personalizada para cada usuário.

3. Requisitos para a criação da campanha

Para a criação de um DRA, são necessários alguns pré-requisitos, que, se realizados corretamente, te permitem a criação desse tipo de campanha.

A primeira coisa a ser feita é um completo Feed de produtos no Merchant Center. Lá você deve incluir todos os seus produtos ou serviços com a maior quantidade de detalhes possíveis. Tal como preço, imagem e código do produto.

Em seguida, deverá ser feita a criação de listas de remarketing. No próprio Google Ads, temos uma sessão de públicos alvo na biblioteca compartilhada. Ali deverão ser criadas as listas, às quais normalmente se incluem uma de todos os visitantes do site e a de carrinho abandonado com diferentes recências.

Por último devemos criar anúncios responsivos, que se adaptem a todos dispositivos, tamanhos ou formatos. A seguir você confere como configuramos uma campanha e por lá temos um tutorial para a criação de anúncios responsivos.

4. Como Configurar uma Campanha de DRA

  • Primeiramente, entre no site do Google Ads (ads.google.com) e entre com seu login e senha;
  • Clique no botão +, em azul, e vá em criar campanha;
  • Em seguida, selecione o tipo de campanha, lembre-se que ela se trata de uma campanha de display;

  • Insira a seguir o link de seu site e clique em continuar;
  • Agora será a aberta a aba para criar a campanha, siga normalmente os passos de acordo com a necessidade do seu negócio;
  • Logo abaixo da opção de Orçamento, haverá, escrito em azul, a opção “configurações adicionais”;
  • Abra essa opção e vá até “anúncios dinâmicos”;
  • Preencha a caixa “usar feed de dados para anúncios personalizados” e escolha o feed de dados que você previamente criou no Merchant Center

Nosso próximo passo é a seleção de pessoas as quais gostaríamos de impactar, definindo assim o nosso público alvo.

  • Nessa etapa iremos inserir nossas listas de remarketing criadas em nossa biblioteca compartilhada dentro do próprio Ads;

Mais abaixo temos a opção de segmentação automática, por definição, ela vem configurada em “automação conservadora”. Neste passo devemos alterar para “nenhuma segmentação automática”. Este é o passo mais importante na criação desse tipo de campanha pois queremos atingir APENAS as pessoas que inserimos em nossas listas.

Por fim, criaremos nossos anúncios:

  • Clique em “+ novo anúncio”
  • Em seguida em “Anúncio gráfico responsivo”. Siga os passos pedidos e monte seu anúncio de acordo com sua necessidade

Pronto, você acabou de criar uma campanha de remarketing dinâmico, simples e poderosa.

5. Dicas de Ouro

Essa é a parte que ninguém te conta. Conheça agora as dicas práticas para aumentar o desempenho de sua Campanha e levar suas resultados ao máximo.

5.1. Campanhas de DRA com intuitos diferentes

Uma ótima estratégia de DRA é criarmos campanhas com objetivos distintos, para impactar pessoas em diferentes níveis do nosso funil de vendas.

As estratégias variam de acordo com o investimento disponível e seu nicho de mercado. Mas é interessante criar uma campanha para quem visualizou os produtos, uma para quem colocou no carrinho e não realizou a compra (carrinho abandonado) e uma última para compradores. Dessa maneira você consegue abranger grande parte do caminho de compra de seu cliente.

O que irá diferenciar entre uma campanha e outra são as listas de remarketing, você usará diferentes listas de acordo com o objetivo de sua campanha.

5.2. Ajustes de lance

Após subida as listas de remarketing, é muito interessante darmos ajustes de lances principalmente ao que se diz à recência das listas. Assim podemos impactar os usuários que possuem maior probabilidade de compra. Pegamos o exemplo abaixo:

Note que os ajustes foram dados de acordo com a recência. Em uma lista de compradores, a recência deve ser dada de maneira inversa a quem ainda não comprou. Ou seja, damos um ajuste maior para maiores períodos de tempo pois a pessoa normalmente demora um pouco mais para voltar a comprar um produto em seu site.

Um segundo detalhe é que devemos deixar uma das listas sem ajustes. Isso se faz necessário pois, anteriormente, nesse mesmo artigo, explico que não devemos inserir uma segmentação automática, portanto vamos apenas anunciar para as pessoas das listas de remarketing, se colocarmos ajustes em todos pagaremos um CPC mais caro do que estamos esperando.

5.3. Não usar concomitante a uma Smart Shopping Campaign (GSS)

O próprio Google sugere para que não anunciemos em conjunto uma campanha de DRA e uma campanha inteligente (GSS), pois a GSS já inclui esse tipo de remarketing. Ou seja, estaríamos fazendo duas campanhas com o mesmo objetivo. nesse momento é mais interessante concentrarmos nosso orçamento em uma só, pois assim trará mais resultados.

5.4. Inserir um limite de frequência

Por último, temos uma dica com relação à frequência dos anúncios. Normalmente essa campanha já vem setada com um valor automático de quantidade de vezes que o anúncio aparece por dia, por pessoa. Esse número muitas vezes acaba sendo muito elevado o que pode gerar ao usuário um incômodo, um desgaste da marca e um desperdício de dinheiro com anúncios para uma pessoa que não irá comprar. Sugerimos então, nas configurações, setar um limite de 4 (quatro) vezes por dia por pessoa. Esse valor é razoável para que o consumidor fique confortável com o número de vezes o anúncio aparece e ainda sim você consegue reimpactá-lo de maneira eficiente.

 

Pronto, agora você já está apto a criar e otimizar uma campanha de maneira muito eficiente e utilizar dessa estratégia para alavancar seu serviço em direção ao sucesso!

Ficou alguma dúvida? Deixe aqui seu comentário que responderemos.